Bem-vindos ao Dicas de Dança

Bem-vindos ao Dicas de Dança

Para todos os amantes e admiradores da Dança em geral, o Dicas de Dança volta totalmente reformulado.

Com muitas dicas, vídeos, informações incríveis para os estudantes da arte, fotos, eventos, aulas, workshops, entretenimento e muito mais.

Mas a grande novidade é que o Dicas de Dança vai ser um canal direto para você se informar e se ligar com o mundo dos musicais em NYC. A Broadway estará pertinho de você em apenas um click.

Aqui vamos disponibilizar serviços para suas idas a passeio e a estudos em NY. Roteiros personalizados, serviços com brasileiros na cidade que nunca dorme, translado, receptivos, segredinhos que somente americanos ou quem já morou lá podem te contar , tudo para facilitar sua estadia na cidade e claro economizar muito tempo e dinheiro.

Diariamente posts de assuntos variados, curiosidades e informações!

Dicas de DançaNY BR – voltou!!!!! Que felicidade!!!! 🙂

A história do Tap Dance – Sapateado Americano

A história do Tap Dance – Sapateado Americano

tap3

TAP DANCE É VIDA! TAP DANCE É PRA TODOS!

Tap Dance é um estilo divertido de dança que qualquer pessoa pode aprender, independentemente da experiência anterior em dança. Sapateado é benéfico de muitas maneiras. Incluem o aumento cardiovascular condicionado, força, flexibilidade e coordenação. O Tap Dance fortalece pernas e pés, além de aumentar a flexibilidade nos quadris, joelhos e tornozelos. Habilidades cognitivas são também reforçadas, como tap dancers deve desenvolver tanto a memória mental quanto a muscular.

Sapateado também desenvolve um grande senso de ritmo, de tempo, agilidade e concentração. Podemos sapatear em muitos ritmos, usando de músicas clássicas até as mais atuais. Ou ás vezes nem precisamos da música, com nosso instrumento nos pés criamos nossa própria melodia.

E além de tudo isso… Diversão na certa!

 

HISTÓRIA DO TAP DANCE

Muito se fala sobre a história do sapateado, mas sua origem causa alguns desencontros, justamente por parecer ter originado de vários lugares.

A hipótese mais provável nos leva ao século V – e que foi na Irlanda, onde os camponeses que usavam sapatos com solado de madeira para aquecer os pés, começaram a brincar com os sons que esse sapato fazia. Criavam diversos ritmos, originando uma dança conhecida como Irish Jig. O Irish Jig exigia de seus dançarinos um rápido e complexo trabalho dos pés, com o braço próximo ao tronco.

Séculos mais tarde, na Inglaterra, durante a Revolução Industrial, os operários usavam sapatos de madeira. Nos intervalos do trabalho, estes operários desafiavam uns aos outros com os sons produzidos pelo sapato, criando uma nova dança chamada de Lancashire Clog. Mais tarde estes tamancos foram substituídos por solados de couro com moedas de cobre fixadas na sola, para conseguir ganhar e impressionar mais no desafio produzindo maior som. Outra influência também muito forte veio das danças africanas, que eram feitas pelos escravos em suas poucas horas de lazer. Alguns senhores feudais admiravam essas danças que uniam o trabalho dos pés escravos para seu próprio entretenimento.

Em 1882, um artista menestrel chamado Thomas acresentou solas metálicas nos sapatos para produzir som de percussão aos seus movimentos rítmicos. Outros artistas gostaram da ideia e seguiram o exemplo. O Tap Dance espalhou-se rapidamente através de shows de vaudeville, mas ainda permaneceu como uma dança cômica de entretenimento.

7742ed3423f9959d418960e29f39819c

No início do século 20, o tap dancer negro Bill “Bojangles” Robinson deu um passo progressivo e marcante na tentativa de sair em turnê se mantendo como um artista solo. Esta foi uma jogada arriscada e rara, pq os afro-americanos não eram autorizadas a estar no palco junto com artistas brancos. Em resposta a esta barreira, Robinson consistentemente se apresentava como um servo no palco, então ele não estava realmente quebrando o protocolo.

As leis de proibição levaram ao desenvolvimento de clandestinos, onde afro-americanos poderiam encontrar emprego como dançarinos de tap dance, apresentando para públicos embriagados que eram predominantemente brancos. Mais pra frente Hollywood começou a fazer musicais para ajudar a nação com as dificuldades da guerra. Para fazer com que os musicais ficassem mais divertidos, o uso de acrobatas foram adicionados ao gênero para torn-a-lo mais ativo. Dançarinos começaram a incorporar coreografia sincronizada em seus atos e também para adicionar ao entretenimento um visual atraente. Esta combinação de elementos é o que à luz a forma mais moderna de tap dance, ou o Tap Dance Broadway.

Nos EUA, o Sapateado se deu pelos negros americanos, que se desafiavam com a dança acompanhada por ritmos sofisticados, com muitos movimentos de corpo e não apenas o trabalho dos pés, era uma dança exclusivamente masculina.

Entre os anos de 1909 e 1920, vários estilos musicais e de dança foram criados nos EUA, como o “FOX TROT” e o “TUKEY TROT” e com a chegada dos africanos e europeus na América do Norte, essa fusão de informações se uniu ao estilo musical americano que estava em alta, então começaram a surgir os sapatos com chapinhas de metal nas solas e a dança chamada então de SAPATEADO.

shuffle-along-jr-28-29-blake-01-g1-e2

O Sapateado Americano se consolidou realmente no início da década de 20, quando foi criado o espetáculo “Shuffle Along”, onde 16 bailarinas executavam a mesma coreografia dando origem ao chamado “Chorus Line” e revolucionando os palcos da Broadway.

Desde então, até meados dos anos 40, o sapateado proliferou como uma febre nos EUA, embora mas décadas de 50 e 60, tenha sumido do cenário cultural americano, devido à Segunda Guerra Mundial.

Na década de 70, o sapateado teve seu grande retorno aos palcos conquistando, anos mais tarde as telas do cinema, dando origem a era dos grandes musicais e tendo como protagonistas os grandes mestres: Fred Astaire, Ginger Rogers, Gene Kelly, Ann Muller, entre outros.

ESPECIAL – NYC: New York City e Como surgiu a famosa área chamada “Theatre District”

ESPECIAL – NYC: New York City e Como surgiu a famosa área chamada “Theatre District”

12

A cidade de New York, chamada frequentemente New York City ou simplesmente New York, é a cidade a mais populosa nos Estados Unidos. Com uma população estimada em 2015 de 8.550.405 distribuídos em uma área terrestre de cerca de 782 km2, a cidade de Nova York é também a cidade mais densamente povoada dos Estados Unidos. Localizada na ponta sul do estado de Nova York, a cidade é o centro da área metropolitana de Nova York, uma das aglomerações urbanas mais populosas do mundo. Uma cidade de poder global, New York City exerce um impacto significativo sobre comércio, finanças, mídia, arte, moda, pesquisa, tecnologia, educação e entretenimento, o seu ritmo rápido da cidade que nunca dorme.  Nova York é um centro importante para a diplomacia internacional e foi descrita como a capital cultural e financeira do mundo.

Situado em um dos portos naturais os maiores do mundo, a cidade de New York consiste em cinco distritos, cada qual é um condado separado do estado de New York. Os cinco distritos – Brooklyn, Queens, Manhattan, Bronx e State Island – foram consolidados em uma única cidade em 1898. A cidade e sua área metropolitana constituem a principal porta de entrada para a imigração legal para os Estados Unidos, e até 800 línguas são faladas em Nova York, tornando-o a cidade mais linguisticamente diversificada do mundo. Nova York é o lar de mais de 3,2 milhões de residentes nascidos fora dos Estados Unidos, a maior população estrangeira do mundo de qualquer cidade. Em 2015 estima-se que a região metropolitana de Nova York permaneça por uma margem significativa a mais populosa dos Estados Unidos, definida pela Área Metropolitana de Estatística (MSA), 20,2 milhões de habitantes e a Área Estatística Combinada (CSA), 23,7 milhões de habitantes.

New York City traça sua origem em 1624 que funda em Lower Manhattan negociado por colonistas da república holandesa e foi nomeada New Amsterdam em 1626.  A cidade e seus arredores ficaram sob controle inglês em 1664 e foram renomeados de Nova York depois que o rei Carlos II da Inglaterra concedeu as terras a seu irmão, o duque de York. Nova York serviu como a capital dos Estados Unidos de 1785 até 1790.  Tem sido a maior cidade do país desde 1790. A estátua da liberdade cumprimentou milhões de imigrantes que vieram para as Américas por navio no final do século XIX e início do século XX e é um símbolo dos Estados Unidos e sua democracia. No século XXI, Nova York surgiu como um nó global de criatividade e empreendedorismo, tolerância social,  e sustentabilidade ambiental.

Muitos distritos e marcos em New York City tornaram-se well-known, e a cidade recebeu um registro de quase 60 milhão turistas em 2015, que hospeda três das atrações turísticas as mais visitadas do mundo em 2013. Várias fontes classificaram Nova York como a cidade mais fotografada do mundo.

A Times Square, emblemático como “coração” do mundo e seu “Crossroads”, é o centro brilhantemente iluminado da Broadway Theatre District, uma das intersecções de pedestres mais movimentadas do mundo, e um centro principal da indústria do entretenimento do mundo.  Os nomes de muitas das pontes da cidade, arranha-céus cônicos, e parques são conhecidos em todo o mundo. Ancorado por Wall Street no Distrito Financeiro do Lower Manhattan, a cidade de Nova York tem sido chamada tanto a cidade economicamente mais poderosa como o principal centro financeiro do mundo.

Para as duas maiores bolsas mundiais por capitalização de mercado total, a Bolsa de Valores de Nova York e NASDAQ. O mercado imobiliário de Manhattan está entre os mais caros do mundo. O Chinatown de Manhattan incorpora a concentração a mais elevada de povos chineses no hemisfério ocidental.

Fornecer o serviço 24/7 contínuo, o metro de New York City é um dos sistemas  mais extensivos do metro no mundo inteiro, com 472 estações em operação.  Mais de 120 faculdades e universidades estão localizadas em Nova York, incluindo a Universidade de Columbia, a Universidade de Nova York e a Universidade de Rockefeller, que foram classificadas entre as 35 melhores no mundo.

“THEATRE DISTRICT”

Não podemos deixar de falar um pouco sobre o “Theatre District”.

O Theatre District de New York City (às vezes soletrado Theatre District, e oficialmente como o “Theatre Subdistrict”) é uma área em Midtown Manhattan onde a maioria dos teatros da Broadway estão localizados, bem como muitos outros teatros, cinemas, restaurantes, hotéis , E outros locais de entretenimento. Estende-se de West 40th Street para West 54th Street, e da Sexta Avenida para a Oitava Avenida, e inclui Times Square.

Origens e história

O Theatre District começou a atrair teatros e restaurantes para o bairro depois que a Metropolitan Opera House se mudou para West 39th Street e Broadway em 1883.

Ao longo dos anos, desde então, o distrito foi referido pelos nova-iorquinos como “The Rialto”, como “The Main Stem”, e como “Broadway”, e na virada do século 20, foi simplesmente chamado de “The Street”.

Na década de 1970, a área da 42nd Street, no distrito, tinha se tornado bastante degradada – com a abertura de um número de casas de cinema X-rated, shows de peep, e as chamadas casas de grind operando lá – e até mesmo era considerado um lugar bastante perigoso para se aventurar para a maioria dos nova-iorquinos. Toda a área foi mais tarde revitalizada pela cidade nos anos 90, no entanto, com o fechamento da maioria desses negócios e com uma série de novos negócios.

Na Primavera de 1982, Joseph Papp, produtor teatral da Broadway e diretor que havia estabelecido o The Public Theatre, liderou uma campanha chamada “Save The Theaters” em Manhattan. O principal objetivo inicial do esforço “Save The Theaters”, patrocinado pelo grupo sem fins lucrativos da Papp e apoiado pelo sindicato Actors Equity, era salvar vários prédios teatrais no bairro do Theatre District de sua iminente demolição por Manhattan. Papp forneceu recursos financeiros, botons de campanha, cartazes e anúncios de jornal; recrutou um publicitário e atores para promover a causa; e forneceu vários estádios e locais de rua para eventos públicos em apoio à campanha para salvar os teatros históricos.

A pedido de Papp, em julho de 1982, o congressista americano Donald J. Mitchell, de Nova York, e 13 co-patrocinadores,  apresentaram um projeto de lei no 97º Congresso (1981-82), intitulado “HR6885, Broadway / Times Square Theatre District na cidade de Nova York como um local histórico nacional.  A legislação proposta, que não foi aprovada, teria exigido que o Governo Federal ajudasse financeiramente e de outra forma a preservar o distrito e suas casas históricas de teatro como um Local Histórico Nacional oficial.

A campanha Save the Theatres voltou seus esforços para apoiar o estabelecimento do Theatre District como um distrito histórico da cidade de Nova York registrado. Em dezembro de 1983, Save The Theaters preparou “The Broadway Theatre District, Preservation Development and Management Plan”, e exigiu que cada teatro no distrito fosse restaurado O prefeito Koch finalmente respondeu criando um Conselho Consultivo de Teatro, que incluiu Papp como um membro, e que eventualmente levou à área sendo oficialmente chamado como o “Subdistrito de Teatro”

Theatre Subdistrict

Giuliani, em janeiro de 2001, confirmou parcialmente a expansão de 1998 dos regulamentos de zoneamento do Subdistrito de Teatro, que adicionou locais de recepção ao longo da Oitava Avenida onde o desenvolvimento Direitos dos teatros de Broadway poderiam ser vendidos. Organizações comunitárias e cívicas opuseram-se à expansão do distrito, pois iria prejudicar o bairro residencial Clinton / Hell’s Kitchen. A objeção da corte, arquivada em 1999, não desafiou o próprio Subdistrito de Teatro pré-existente ou a legislação original de zoneamento de direitos de desenvolvimento.

New York City também criou o “Theatre Subdistrict Council”, LDC (“TSC”), uma corporação sem fins lucrativos, de acordo com o regulamento de zoneamento de 1998.  O TSC administra o Theatre Subdistrict Fund e atribui subsídios.

A Resolução de Zoneamento de New York para distritos de propósito especial, conforme emendada em 30 de abril de 2012, contém regulamentos especiais para o Subdistrito de Teatro, incluindo a transferência de direitos de desenvolvimento, incentivos para a reabilitação de teatros existentes, a criação de um conselho de teatro para promover Teatros e zoneamento e sinalização para teatros e contém uma lista de teatros que se qualificam para disposições especiais nos regulamentos.

A Cidade de Nova York define o subdistrito para fins de zoneamento para se estender da 40th Street até a 57th Street e da Sexta Avenida para a Oitava Avenida, com uma área adicional a oeste da Oitava Avenida da 42nd Street para a 45th Street. A Times Square Alliance, uma organização do Distrito de Melhoramento Empresarial dedicada a melhorar o distrito de teatros, define o distrito como uma área de forma irregular dentro da caixa delimitadora da 40th Street, 6th Ave, 53rd Street e 9th Ave.

Outras áreas de teatro nas proximidades

A área conhecida como Theatre Row é uma área na 42nd Street da Nona Avenida até a Décima primeira Avenida, que inclui muitos teatros Off-Broadway e Off-Off-Broadway.

A Saúde do Bailarino – Exercício Aeróbico Vs. Exercício Anaeróbico

A Saúde do Bailarino – Exercício Aeróbico Vs. Exercício Anaeróbico

ae-x-ana

Junte-se a nós para se aventurar no mundo do fitness para encontrar o vencedor do concurso entre exercícios aeróbicos e anaeróbicos. Com ambos tem suas próprias vantagens e desvantagens, é necessário compará-las para descobrir qual exercício seria o ideal para você.

O ponto mais importante quando se trata de exercícios aeróbicos e anaeróbicos é que, no primeiro a energia é produzida com a ajuda de oxigénio, e em que este último é produzido sem a utilização de oxigénio. Isto, na verdade, trabalha com o conceito semelhante para a respiração aeróbia e anaeróbia – em que a respiração aeróbia tem lugar na presença de oxigénio, enquanto que a respiração anaeróbica ocorre na ausência de oxigénio.

Exercícios aeróbicos são os exercícios onde o oxigênio é utilizado para produzir energia, a fim de alimentar o corpo para a atividade prolongada. Estes exercícios são realizados em intensidade moderada por mais tempo. Eles tendem a melhorar o consumo geral de oxigénio do corpo e, simultaneamente, aumentar o metabolismo do corpo. Estes exercícios incluem corrida de longa distância, ciclismo, etc

Exercícios anaeróbicos, por outro lado, são aqueles em que o requisito de exercícios de energia do corpo excede a fornecida pela respiração, e o corpo é forçado a trabalhar sem oxigénio. Devido a esta falta de oxigênio, estes exercícios são realizados apenas por curtos períodos de tempo. Estes exercícios incluem atividades como corrida, poder de elevação, etc

São exemplos de exercícios aeróbios e anaeróbios

Exercícios aeróbicos

– ciclismo

– kick boxe

– pular corda

– correr e correr

– natação

Exercícios anaeróbicos

– halteres

– resistência com aparelhos

 

Aeróbico Vs. Anaeróbicos

Embora o mais importante, o oxigénio não é o único ponto de distinção quando se trata de uma comparação entre aeróbicos e anaeróbicos. Enquanto exercícios aeróbicos são simples, moderada intensidade exercícios realizados por um longo período (que durou cerca de 20 minutos), exercícios anaeróbios são exercícios de alta intensidade realizados por um curto período de tempo (duração de cerca de 2-3 minutos). Como os exercícios aeróbicos são realizados por um longo período, os níveis de resistência exigidos são mais elevados em comparação com os níveis de resistência para exercícios anaeróbios.

Exercícios aeróbicos facilitam a circulação adequada de sangue e oxigênio no corpo. Eles ajudam na redução da pressão arterial e queima de gordura. Treinos anaeróbicos, por outro lado, contribuem para a melhoria da força muscular e massa. Eles ajudam a melhorar a potência, velocidade e taxa metabólica do corpo. A maior desvantagem de exercícios aeróbicos é que eles tendem a diminuir a massa corporal e da força de um indivíduo.

 Perda de peso: Muitas pessoas têm uma ideia errada de que exercícios aeróbios são melhores quando se trata de perda de peso. Os exercícios cardiovasculares, como corrida e saltos, ajudam na perda de peso, mas os exercícios anaeróbios têm uma ligeira vantagem estes exercícios queimam gordura, mesmo quando o corpo está em repouso. Mais importante ainda, estes também exercem alvo a construção de músculos, e, neste processo de construção muscular, tendem a queimar quantidade significativa de calorias.

Exercícios anaeróbios têm uma ligeira vantagem sobre os exercícios aeróbicos, mas isso não significa necessariamente que eles iriam atender você. Por exemplo, uma pessoa que sofre de dor nas costas deve, idealmente, escolher o treino aeróbico, o levantamento de peso pode agravar a dor nas costas. A melhor opção, portanto, é consultar o seu médico, e ir para um check-up antes de determinar qual exercício é bom para você, aeróbio ou anaeróbio.

 

 

Testes e Audições – 5 dicas para se dar bem nas Audições de Dança

Testes e Audições – 5 dicas para se dar bem nas Audições de Dança

Você quer fazer uma audição para entrar em alguma Cia de Dança ou em algum Musical famoso?

audition

Se você estiver pensando em tentar um teste, você provavelmente deve praticar muito por algum tempo.

As dicas a seguir vão ajudá-lo a dar o seu melhor, quando o grande dia finalmente chegar … prepare-se para fazer seu teste e realmente brilhar!

Dica 1 – Se prepare bem

Sabia de tudo sobre a Cia de Dança que você está tentando entrar. Você vai se sair melhor nos testes, se você souber exatamente o que é esperado, faça uma pequena pesquisa.

Saiba mais sobre os requisitos para ser bailarina, incluindo os custos e taxas, séries e limites de peso, se houver.

Pergunte sobre os requisitos de capacitação, incluindo movimentos, estilos ou técnicas que você deve executar.

Por exemplo, algumas Cias de dança exigem que os seus bailarinos sejam mais alongados, que tenha noções de sapateado, etc.. Sabendo de antemão lhe dará tempo para aperfeiçoar suas habilidades.

Dica 2 – Vista-se adequadamente

A maioria das Cias de Dança exigem algumas vestimenta para os testes. Você, claro, vai querer impressionar a banca de jurados vestindo exatamente o que pedir para você. (Se a equipe não lhe dizer o que usar para testes, usar uma base preta, calça e colant, nada de chamar muito a atenção pela vestimenta).

Use o seu cabelo bem puxado e afastado de seu rosto. Não use jóias e fazer uma maquiagem bem leve. Você não deve vestir nada que irá tirar o foco da sua dança.

Dica 3 – Ser pontual

Os juízes estarão observando para ver quem segue as regras. Chegar alguns minutos mais cedo e começar a aquecer é sem dúvida muito necessário. Mostrar aos juízes que são pontuais, e está pronto para iniciar a sua audição.

Dica 4 – Sorrir

Não deixe o nervoso tomar contar e não demonstre isso no seu rosto.  Mantenha sua cabeça erguida o tempo todo e uma aparência agradável em seu rosto.

Durante o teste, sorria, fique tranqüilo e mostre que você está no controle da situação. Deixe os juízes sentirem o quanto você gosta de dançar, e como você está animado para ser parte da equipe.

Dica 5 – Mostre a sua melhor performance

Agora é a hora de colocar tudo em bom uso. O tempo do teste, aqueles poucos minutos são o tempo para realmente brilhar e se sobressair. Não fique tímido… tire o máximo de cada movimento para realmente impressionar os juízes.

Se você cometer um erro, continue sorrindo e não pare de dançar. Mostrar aos juízes que você é capaz de manter a calma, mesmo estando sob pressão.

Boa Sorte!!!